6 de janeiro de 2012

[Resenha] Tudo Aquilo Que Nunca Foi Dito - Marc Levy

Hey, you! Fiquei muito feliz com a reciprocidade de vocês em relação ao layout. Hoje está indo ao ar a resenha do livro...

Tudo aquilo que nunca foi dito
Marc Levy
Editora Suma de Letras
Com mais de 23 milhões de livros vendidos e traduzidos em 42 línguas, o autor francês mais lido no mundo, Marc Levy, volta a cativar os leitores em seu oitavo livro. Em Tudo Aquilo Que Nunca Foi Dito, Marc Levy aborda a relação conflituosa entre um pai e uma filha. Poucos dias antes do seu casamento, Julia recebe um telefonema do secretário de seu pai. Como ela já tinha previsto, Anthony Walsh - empresário brilhante, mas pai distante - não poderá comparecer à cerimônia. A ausência de seu pai em momentos importantes de sua vida da filha não é novidade para Julia. Mas pela primeira vez, a personagem tem que reconhecer que ele tem uma boa desculpa: Anthony Walsh morreu. A ironia amarga da situação, com Julia forçada a adiar o casamento para enterrar o pai, faz aquela parecer mais uma das peças pregadas pelo destino na difícil relação entre os dois. Mas, no dia seguinte ao funeral, ela descobre, na forma de um enorme pacote deixado na porta de sua casa, que aquela não tinha sido a última surpresa de seu pai - e parte na viagem mais extraordinária de sua vida, uma oportunidade para que os dois digam um ao outro, enfim, tudo aquilo que nunca foi dito.

Sabe aquela paixão sem freios que você tem por algum autor? Eu tenho uma dessas pelo Marc Levy. Infelizmente, até hoje só li 2 livros dele, mas em ambos apaixonei-me pelo homem que escrevia tão bem, que entendia perfeitamente de letras… Só uma pequena observação: me apaixonei pela escrita e não pelo autor francês charmoso, haha. E nesse livro não poderia ser diferente…

“Tudo aquilo que nunca foi dito” conta a história de Julia Walsh que, por causa da morte de seu pai, nunca presente em sua vida e, quando estava, só criticava e tentava mudar, teve a data do casamento remarcada. Um belo dia, ela recebe uma caixa enorme em sua casa, e essa encomenda dá a chance dela mudar alguns aspectos de sua vida e até reviver um grande amor da juventude.

Quem concorda comigo que essa pequena apresentação lembra “P.S.: I love you”? Eu achava isso até começar a ler o livro. As diferenças são enormes porque a encomenda recebida por ela é totalmente diferente. Aliás, quando descobre-se o que tem dentro da caixa, é de deixar qualquer um de queixo caído.

Do início para a metade, não estava curtindo o livro pois o autor dá bastante enfoque nos diálogos, o que os deixa longos e fatídicos. Além disso, também nesse período, achei a narrativa bem cansativa e confusa, talvez por não estar acostumada com a história e seus personagens.

Em compensação, da metade para o fim, a história toma um rumo inesperado. Há bastante reviravoltas, exames de consciência, enfim, tudo o que torna um livro excelente. Mas eu pirei quando começou a contar a história do amor da juventude da protagonista, já que teve uma contextualização histórica muito boa, a queda do Muro de Berlim.

Esse livro tornou-se um dos meus favoritos porque logo vi que ele não era só para entreter, mas também para fazer-nos refletir sobre a vida. Será que os rumos que tomamos estão corretos? Como as decisões podem alterar nossas relações com as pessoas em torno de nós?

Mas, o melhor, com certeza, foi o final! Ele foi surpreendente e deixou um gostinho de quero mais no ar. Por favor, Marc Levy, escreva uma continuação DJÁ!

Capa: 4/5
História: 5/5
Narrativa: 4/5 (pelo início ter sido fatídico)

XXOO ;*

OBSSSSS: Não se esqueçam de seguir o twitter do blog (@heartbooksblog), assim que ele atingir 200 seguidores, será sorteado um exemplar de "A Janela de Overton".

13 comentários:

Loucos Por Livros! disse...

Eu já tenho o livro e já li umas páginas. Gostei do modo que o Marce screve. :) Espero poder lê-lo nos próximos meses, já que estou com uma preguiça em ler os livros utilmmente. :( Eu gostei da capa que a Suma de Letras fez e adorei a i´deia do Muro de Berlin, que é um fato histórico marcante e emocionante.
Adorei a resenha, amiga!
Beijos ;*

Ana Carolina
http://loucospor-livros.blogspot.com

Poly disse...

Que legal esse livro. Nunca li nada do Marc Levy, mas fiquei com vontade de conhecer o autor, espero ter a oportunidade de ler algo dele em breve.
Mto boa sua resenha!!!
Bjuxxxxx

Pollyanna disse...

Ao contrário de você, me apaixonei pelo livro desde a primeira página! rsrsrsrsrs
Um livro super interessante e curioso! Uma história diferente! Até demais.
Gostei da resenha! Abraços...

http://pollymomentos.blogspot.com/

Luara Cardoso disse...

Eu to doidinha pra ler esse livro, mas cadê que eu consigo? Ta difícil de conseguir grana pra comprar. Mas tudo bem, um dia eu consigo!
Você é a primeira pessoa que eu vejo que não gostou do livro desde o começo. Todo mundo diz que ele é maravilhoso no início ao fim! Mas o que importa é que no final ele te surpreendeu, não é mesmo?

Um beijo,
Luara - @luuara
http://estantevertical.blogspot.com/

Mar disse...

nossa nunca tinha parado para ler a sinopse deste livro. Ja parei com ele na mao pensando em comprar ou nao. Mas nunca o comprei, pensando que não gostaria. Caramba me deu vontade de lê-lo agora

TOOP SEGUIDOR, AGORA COM PRÊMIO MENSAL:
* Livro Julieta Imortal
Acesse: www.Imaginayre.blogspot.com

Marli Carmen disse...

oiiiiiiiiiiiii amei a sua resenha...o que mais me chamou a atenção foi o autor...já haviam recomendado esse autor para eu ler...NOSSA!!! amei de verdade! bks

Lara disse...

Nunca li nenhum do Marc Levy, mas gostei da resenha. Amo livros com reviravoltas, adorei a resenha.
Beijo,
Lara
www.charmsbooks.com

Gilciany Viana disse...

Nossa Anastácia,. parece mesmo que vc curtiu esse livro. Fico contente por saber que é um livro que nos traz uma reflexão sobre alguma coisa. Gosto muito de ler e ficar pensando em determinadas passagens ou qndo essas passagens me lembram algo e me fazem refletir e enxergar esse algo de forma diferente. Afinal, não basta só ler, temos que tirar alçgum proveito disso não é mesmo?

Espero ter acertado o blog dessa vez.
Eu já estava seguindo-o, então fiquei meio perdida se eu estava no lugar certo, qndo vc me convidou.
Um super beijo querida e até a próxima!

http://lerepensaresocomecar.blogspot.com

Gabi Lima disse...

Oi!
Sei exatamente como é se apaixonar pela escrita de um autor. Li um livro do Nicholas Sparks e já virei fã. rsrs
Nunca tinha ouvido falar desse autor, mas esse livro parece ser bem interessante. Vou procurar por outros livros dele também.

Bjs
Gabi Lima
http://livrofilmeecia.blogspot.com

Karine Marinho disse...

Nunca li um livro dele, mas sei como se apaixonar pela escrita de um autor *---* Fiquei bem curiosa quando ao livro, apesar do começo :/
Beijos,K.
Girl Spoiled

Camila Moraes disse...

Oiii
adorei sua resenha e fiquei super interessada no livro, confesso que nunca li nenhum livro do Marc Levy, mas com certeza esse entrará na fila de livros pra eu ler esse ano haha

Beijos

Aione Simões disse...

Sou doida pra ler esse livro!
Deve ser ótimo e lindo!
De fato a descrição do começo lembra P.S Eu Te Amo, mas é bom saber que o livro é diferente!
Gostei também de você ter dito que o começo é um pouco enfadonho, mas que muda depois. Como quero ler, se eu já tiver isso em mente, não vou deixar o começo me influenciar, caso ele me desagrade!
Beijos!

7em1 disse...

Oi!!
Tenho que admitir que desisti desse livro depois que a protagonista descobriu o que era a encomenda. Não sou de desistir de livros, mas achei bem forçada a história, talvez por causa dos diálogos, não sei.
Mas adoro romances que são bem contextualizados historicamente, então a sua resenha me deu vontade de dar uma segunda chance ao livro. Vamos ver se dessa vez me envolvo com a história! ;)

bjs,
Amanda

Postar um comentário

Obrigada por ler o post! Para deixar o seu comentário é simples e rápido.